Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade já atinge 42 milhões de crianças com menos de 5 anos no mundo. No Brasil, o Ministério da Saúde, relata que 15% dos meninos de 5 a 9 anos já estão acima do peso e os maus hábitos alimentares são o principal vilão dessa história real.

Em artigo publicado no Boletim sobre Alimentação e Nutrição financiado pela Mondelez International Foundation (MIF) , o pesquisador Rafael Pérez-Escamilla avaliou os fatores chaves que permitem a obtenção de resultados tangíveis no esforço quanto a obesidade infantil. Ao analisar sete dos programas desenvolvidos no Brasil, México, China, India, África do Sul, Alemanha e Reino Unido o pesquisador disse haver fatores consistentes por trás da implantação bem sucedida dos programas financiados e mantidos pela Mondelez International Foundation “definição clara dos princípios” bem como ” estrutura de governança multi-setorial e transparência”.

Um bom exemplo esta na cooperação entre o Para Crianças e o Instituto Esporte e Educação criado pela ex-jogadora da seleção brasileira de vólei, Ana Moser. As duas instituições sem fins lucrativos, no seu conjunto promovem educação nutricional, brincadeiras ativas e alimentos frescos para crianças em situação de risco e suas famílias.

[jetpack-related-posts]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *